5 maneiras para se livrar da ansiedade

A ansiedade está dominando sua vida e você não sabe como resolver o problema? Conheça cinco maneiras de fugir do estresse!

Está com aquela sensação de que mal viu o ano passar? Vamos tentar imaginar um típico dia na sua vida: listas do que fazer que, à noite, você nem sabe onde guardou; vontade de incluir mais exercícios na rotina sem sequer ter tempo para pesquisar preços de academias; sentimento de culpa por nunca conseguir levar os pequenos a passeios culturais; frustração toda vez que, na cama, mal beija o parceiro e logo cai no sono (ou pior: estressada, além de não conseguir dormir, ainda briga com o amado!)…

Conseguiu se identificar? Antes de qualquer coisa, respire fundo. Tudo isso é consequência da ansiedade e tem jeito! Não, o dia não ganhará mais dez horas. Mas, sem a ansiedade boicotando sua vida, dá para descobrir que há tempo de sobra no seu dia para tudo aquilo que o estresse não deixava você fazer.

1. Um estudo sueco concluiu que as pessoas se recuperam melhor do estresse quando em contato com a natureza. E tal benefício ocorreria em questão de segundos! De acordo com outra pesquisa, esta norte-americana, contemplar paisagens naturais auxiliou na reabilitação de pacientes recém-operados. Portanto, vale caminhar no parque, observar o mar, deitar na grama… O que importa é estar em contato com a natureza!

2. “Quando sorrimos ou gargalhamos, emitimos uma ordem ao cérebro para que ele aumente a produção de endorfinas, substâncias químicas com poder analgésico e que dão a sensação de bem-estar físico”, afirma o clínico geral e homeopata Eduardo Lambert, autor de A Terapia do Riso. Assim, mesmo se estiver achando a vida sem graça, esforce-se para sorrir. Alugue uma comédia, leia um romance divertido, vá ao circo, injete alegria em sua vida!

3. Solidão não precisa ser sinônimo de problema. Ficar um tempo consigo mesma é importante para entrar em contato com suas emoções e pensamentos. “Pesquisas científicas comprovam que respirar profundamente, relaxar o corpo e esvaziar a mente desacelera os batimentos cardíacos, reduz a pressão arterial e ajuda a combater o estresse, a angústia e os distúrbios psicossomáticos”, diz a terapeuta Gilda Telles, autora de O Livro das Meditações.

4. Um imprevisto não é o fim do mundo. “Se você faz um roteiro na sua cabeça sobre como uma situação deve se desenvolver, termina por produzir ansiedade e frustração na sua vida”, diz Jael Coaracy, autora de Vai Dar Certo. Portanto, relaxe. Em vez de se preocupar, ocupe-se. Pare de pensar no que precisa fazer e faça. Aceitando que imprevistos acontecem, fica mais fácil aprender e até se divertir com eles!

5. Um estudo americano constatou que pessoas com poucos amigos tendem a morrer antes que as demais. Pois é, já que amigos podem ser considerados forças vitais, faça bom uso deles.
Desabafe, avalie alternativas, troque ideias. Observe também como aquela colega que parece estar sempre bem-humorada encara os problemas e inspire-se nela. Outra dica é conviver mais com pessoas animadas e menos com os rabugentos de plantão. Já pensou que mau humor pega?



Voltar página inicial   Voltar página inicial