Mais Difícil

Depois que realizamos uma varredura em nossos valores e descobrimos o que não nos serve mais para a vida atual, é preciso que se inicie o processo de mudança. Os textos anteriores, ‘Alfabeto da Mudança’, ‘Observar-se’ e ‘Se Observar’ nos fornecem informações suficientes para podermos avaliar nosso estágio atual.
Precisa ficar claro, portanto, que Mudar significa Agir. Nas Leis Universais tem uma que é fantástica: nada que ignoremos em uma vida, nos é cobrado e não precisaremos responder se cometemos equívocos.
Porém, não podemos alegar desconhecimento sobre o que sabemos, ou dar a famosa desculpa: Olha, eu esqueci…
O Cosmos e as Leis do Universo não esquecem. Desta forma, é muito importante que tenhamos plena consciência do que faremos com o conhecimento que temos…
Já cruzei com muitas pessoas que estudam, lêem, são ávidas de conhecimento e não percebem que continuam as mesmas em seus valores, e conseqüentes pensamentos e atitudes. Aos poucos vão perdendo a vontade de viver, tornam-se depressivas, eremitas e logo começam a buscar os culpados pela situação em que se encontram. É óbvio que eles nunca são os responsáveis. Querem, a qualquer custo, achar um bode expiatório para poderem jogar a culpa nele. Eles nunca são os responsáveis…
Afinal, não são eles que dormem, acordam, comem, resolvem fazer coisas, passeiam, sorriem, falam, andam, comentam, estudam, ficam ativos ou ociosos, enfim, decidem sobre o rumo de suas vidas.
Ora, não percebem, assim, que a vida é Causa (sempre somos nós que criamos) e Efeito (retorno daquilo que plantamos). Na realidade, a maioria foi treinada e acredita que tudo acontece porque um ser supremo assim quer. MENTIRA. Tudo acontece porque nós fazemos acontecer. Nós tomamos atitudes. Nós manifestamos nossa vontade. Não adianta errar, achar que alguém vai nos perdoar e assim estaremos aptos para em seguida errar novamente…
Portanto, é fundamental termos consciência de que há uma coisa em nossas vidas que dinheiro nenhum consegue comprar: A EVOLUÇÃO DE NOSSA ESSÊNCIA. Isso posto, depois que analisarmos os nossos valores e descobrirmos que alguns não nos servem mais. Evoluímos, portanto. Demos alguns passos a nosso favor e atualizamos nossa mente. Na sequência, vem a tarefa mais difícil: MUDAR. Todos buscam mudar, mas se esquecem que neste processo é preciso MATAR, eliminar, hábitos e vícios que nos acompanham dias, meses e anos a fio…
É muito difícil. É tremendamente complicado este processo porque facilmente confundimos energia com matéria. Na matéria, as coisas são imediatas. Compramos, levamos, usamos e pronto. Feita a mudança. Não se pode desanimar com os tropeços que fatalmente virão, afinal, levamos uma vida inteira errando e não podemos achar que mudar acontece de uma hora para outra. Exige muito esforço. No processo que envolve ENERGIA é muito mais complicado. Mais que uma simples safra de soja ou milho. Não se trata de escolher a terra, adubar, semear, esperar que chova, aguardar crescer e depois colher. No processo de mudança que envolve energia, temos inúmeras variáveis que precisam ser consideradas. Em energia, o tempo é efêmero. Em energia, o que o outro ser humano pensa atrapalha. Em energia, contar para os outros ajuda a atrasar a mudança. Em energia, a dúvida é pior que cupim na madeira. Em energia, crer é fundamental. Em energia é preciso ter fé para se conseguir. Em energia o segredo é manter segredo. Portanto, azar das comadres e compadres. Por isso que o ser humano que se posiciona como vitima dificilmente consegue crescer. Ele tem um carro a gasolina e abastece com álcool. Poderíamos acrescentar mais exemplos, mas cada caso é um caso. Como o meio em que o ser vive e a família em que ele escolheu nascer. Não há regra geral. A evolução é singular. Exemplos genéricos não resolvem, cada um tem que buscar em suas atitudes passadas. Tá ruim? Olhe para trás e perceba onde errou. Quer mudar? Comece, então, a maior batalha de sua vida…
Terá que derrotar seu maior inimigo: Você mesmo…
Com seus hábitos e vícios que já não lhe servem mais. Isso é muito complicado, porque você foi adestrado a obedecer um super ser. Tem que perder esta muleta para aprender a tomar suas próprias decisões.
Porém sempre há um alento: A experiência pessoal é o nosso melhor MESTRE.

Sei que nos veremos… diferentes, porém.
Beijo na alma

Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida. Email: sbj@tvbv.com.br



Voltar página inicial   Voltar página inicial