Padre recebe 100 mil fotos de fiéis para ocupar bancos durante missas

Com igreja esvaziada por coronavírus, padre Reginaldo Manzotti, do Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe em Curitiba, criou rede de fé por meio da internet e segue ministrando missas durante isolamento.

padre Reginaldo Manzotti

Mais de 100 mil fotos de fiéis já foram recebidas pelo padre Reginaldo Manzotti. Devido a suspensão das missas por causa da crise do novo coronavírus, ele começou em seu programa de rádio, na TV e no Youtube a pedir que as pessoas enviassem suas fotos para ocupar os bancos da igreja, onde segue a rotina de ministrar missas diárias, três vezes ao dia.

Disse o padre Reginaldo Manzotti:
— No primeiro dia que rezei a missa sozinho, acostumado que estava aos bancos cheios, tive um choque. Ao mesmo tempo, comecei a receber, nas redes sociais, os primeiros pedidos por oração por mortos pelo coronavírus. Queria dar aos fiéis a sensação de que estão no templo.

Fotos chegaram de vários lugares, como Paraguai, Israel e Alemanha. De quinta para sexta-feira, o número pulou de 5 mil para 100 mil. Mesmo fechadas, por determinação do Vaticano, as celebrações seguem acontecendo.

— As pessoas estão em busca de segurança e conforto. Estarei aqui no isolamento, na igreja, por 40 dias. Mas sei que temos que manter uma rede de fé.

Embaixador da pessoa idosa na Igreja Católica, ele também tem feito apelo:

— Imploro, em meus programas de rádio para que fiquem em casa.

O Padre Mazotti disse que levou um choque ontem à noite, ao receber, durante transmissão no Youtube, mensagem de uma senhora que havia acabado de perder a mãe com o coronavirus.