Salmo 2 – Salmo para momentos de dor

O Salmo 2 destaca o poder do Cristo que viria. Deus fala sobre a coroação do Messias como um fato já realizado. Mesmo revelando estas palavras mil anos antes da vinda de Jesus, ele usou o pretérito (constituí o meu Rei) para mostrar a certeza do cumprimento da profecia.

Salmo 2
1 – Por que tumultuam as nações? Por que tramam os povos vãs conspirações?

2 – Erguem-se, juntos, os reis da terra, e os príncipes se unem para conspirar contra o Senhor e contra seu Cristo.

3 – Quebremos seu jugo, disseram eles, e sacudamos para longe de nós as suas cadeias!

4 – Aquele, porém, que mora nos céus, se ri, o Senhor os reduz ao ridículo.

5 – Dirigindo-se a eles em cólera, ele os aterra com o seu furor:

6 – Sou eu, diz, quem me sagrei um rei em Sião, minha montanha santa.

7 – Vou publicar o decreto do Senhor. Disse-me o Senhor: Tu és meu filho, eu hoje te gerei.

8 – Pede-me; dar-te-ei por herança todas as nações; tu possuirás os confins do mundo.

9 – Tu as governarás com cetro de ferro, tu as pulverizarás como um vaso de argila.

10 – Agora, ó reis, compreendei isto; instruí-vos, ó juízes da terra.

11 – Servi ao Senhor com respeito e exultai em sua presença; prestai-lhe homenagem com tremor, para que não se irrite e não pereçais quando, em breve, se acender sua cólera. Felizes, entretanto, todos os que nele confiam.

Oração para o Salmo 2
Senhor, sabemos que tu nos chamas à responsabilidade. Nas decisões do dia a dia, ensina-nos a discernir a tua vontade, o caminho da justiça. Então poderemos homenagear-te com nossas ações em favor da vida e permanecer felizes por nos abrigar em ti. Amém!