Conselhos e ensinamentos dos Anjos para sua vida


Esperamos que a sua carta favorita o ajude a agir em direção a vida dos seus sonhos:

1 – Lauviah
Lauviah é o anjo da felicidade e quando sua carta surge no tarot dos anjos pode indicar que você se sente triste e oprimido. Este querubim surge para quem está enfrentando tempos complexos. Quando Lauviah é tirado as pessoas podem estar com problemas de sono ou pesadelos. Lauviah alivia as tormentas noturnas, traz alegria, calma e alívio, é aquele que vem para auxiliar na autoajuda das pessoas. A carta de Lauviah no tarot dos anjos também representa sonhos premonitórios, necessidade de descanso, tanto físico, como espiritual, auxílio frente às preocupações cotidianas, sensibilidade aguçada e força para encontrar e superar problemas rapidamente.

O salmo correspondente à carta de Lauviah é o 8: “O mestre de canto, sobre a harpa, canta o salmo de Davi. Oh Senhor, nosso Deus, como é glorioso vosso nome em toda a terra”.

2 – Caliel
Quando a carta de Caliel surge para você é porque está precisando revelar verdade para alguém próximo ou porque tem verdades por descobrir. Pode ser também por ter dificuldades com algum processo judicial ou algum parente. Caliel surge quando precisamos de consolo e alívio de batalhas emocionais. É o anjo que nos traz vitória diante dos inimigos declarados e nos ajuda a entender fatos da vida cotidiana. Caliel é o anjo que melhor representa as revelações.

O salmo que pertence a carta de Caliel é o 7:
“Senhor que julgas as nações conceda-me conforme minha virtude e equidade.”

3 – Vehuiah
É o Anjo dos grandes projetos de vida. Ajuda você a encontrar calma e serenidade em momentos de instabilidade. O Vehuiah é um serafim e sua carta no tarot dos anjos está relacionada com a justiça, por isso é uma carta de proteção. Vehuiah mostra ligações com os diversos amores que a pessoa teve no passado. Ele pode indicar uma dificuldade de se desligar de uma relação ou de desapego.

O salmo correspondente à carta do Vehuiah no tarot dos Anjos é o 3:
“Tu, Meu Deus, és um escudo a me proteger. És minha glória, a razão de se manter erguida minha cabeça.”